Luan Santana fala da gravação de DVD no Rio de Janeiro e ri da fama de gay (clique e veja as fotos)

13-12-2010 20:26

Quarta-feira, 8 de dezembro. Há três dias,Luan Santana segue a rotina de acordar por volta das 11h, se arrumar e seguir em direção ao HSBC Arena, na Zona Oeste do Rio de Janeiro - local onde será gravado o segundo DVD do cantor, e aonde chega por volta do meio-dia. Por lá, ele fica até meia-noite, ensaiando e acompanhando os preparativos do trabalho que terá superprodução. Será assim até o sábado, 11, dia da gravação.

Para se ter uma ideia, até o elevador que o cantor Michael Jackson usaria na turnê “This is It”, Luan mandou buscar. Junto com a novidade, estão mais 900 toneladas de equipamentos que ajudam a compor o palco, telões de alta definição e objetos de cena. O show que servirá de registro para o DVD contará ainda com a participação de Ivete Sangalo,Zezé Di Camargo e Luciano e Luciano e da cantora espanhola Belinda.

Mas Luan não está sozinho nesta rotina. Na porta do local estão acampados cerca de 50 fãs – em sua maioria de adolescentes -, alguns desde o dia 22 de novembro. Tudo para serem os primeiros a chegar próximo ao palco e acompanhar de pertinho a performance do ídolo, que em muito se parece com eles. Luan tem apenas 19 anos. Apesar da pouca idade, o discurso do menino nascido em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ou do gurizinho – como também é chamado -, é de bastante serenidade em relação ao sucesso meteórico, à fama e até às questões mais delicadas que sempre o perseguem, como sua sexualidade.

“Fechei o ano como o maior vendedor de discos com 400 mil cópias, quebrei o recorde da festa do Peão de Barretos, com 220 mil pessoas presentes na minha apresentação. Fiz 250 shows, em 26 estados do país, 15 milhões de pessoas me assistiram em 2010. Então acho que é normal a galera falar que sou viado, né? (risos)”, diz ele feliz da vida e dando de ombros para as insinuações.Luan é agaarando pela fã,que espera pelo show 

Preparação para o DVD
“Estou ensaiando desde segunda, chegando meio-dia, indo embora meia-noite. Durmo pouco e fico acordando ao longo da noite. Toda hora tenho uma ideia nova para o show. Está muito corrido. Mas vai ser um grande show. Acho que a principal marca desse trabalho será minha animação. Tem que ter animação do começo ao fim. Gosto muito de interagir com o público. Não tem essa de só cantar comigo, não. Gosto que a galera participe´´

 

 

Elevador do Michael Jackson “É uma espécie de catapulta que joga a pessoa para o alto. Vi e pensei em trazer. A princípio, achei que fosse muito difícil. Mas fomos atrás e conseguimos trazer dos Estados Unidos. Além dele, vou continuar sendo içado por cabos, vou voar durante o show.”

 

Rio de Janeiro X Sertanejo
“O Rio é a cidade mais linda do mundo. Gravar o DVD aqui representa ultrapassar os limites que ainda existem para o sertanejo. O ritmo, que não era tão forte aqui, agora está super presente. Aliás, o sertanejo está muito forte no país inteiro.” 

Fãs e Assédio
“Não consegui acostumar ainda, e em cada lugar em que eu vou, o assédio é diferente, cada público é diferente. No Nordeste, por exemplo, elas agarram mais, são mais atiradas.”

 

Sucesso
“Não imaginava que a coisa seria tão grande assim. Pensava que o auge do meu sucesso seria ter uma dupla sertaneja, lá pelos 25 anos de idade. E foi tudo ao contrário. Tenho 19 anos, canto sozinho e está dando tudo certo. Só tenho a agradecer aos meus fãs. Ah, também imaginava que, se desse tudo muito certo, faria show no exterior. Mas até já tenho uma turnê marcada para o ano que vem.”

 

Sem parar
“Não estou tendo muito vida pessoal, não (risos). É só trabalho, trabalho e trabalho. Esse DVD está mexendo muito comigo. Penso nele dia e noite. Faz tempo que não volto para casa. Minha vida pessoal está de lado nesse fim de ano, ou melhor, no ano inteiro. Quando volto, gosto de ir pescar no Pantanal, ficar com a minha família, reunir os amigos para um churrasco. Se bem que só conseguir ir pescar uma vez só esse ano (risos).”

  

Sertanejo universitário
“A galera não sabe explicar muito bem o que o sertanejo universitário. Tudo o que está surgindo agora, leva esse rótulo. Mas o que é? Sertanejo universitário é da galera que se forma na faculdade? É ritmo só para quem vai à faculdade? Ou um estilo de música específico? Porque eu não fiz faculdade, meu público tem gente de 5 a 50 anos, e não só de universitário. Não acho que cante sertanejo universitário, não. Sou só sertanejo (risos).”

Vida pessoal
“Acho normal perguntarem da minha vida pessoal. Acho que é o sinal de que estamos fazendo a coisa certa. Acho que quando você está no caminho certo, a galera começa a falar mesmo. Encaro bem, já acostumei.Tem perguntas que as pessoas me fazem constantemente, como se estou namorando ou não. Mas não ligo, acho normal.”

Gay? Eu?
“Meu 2010 foi perfeito. Fechei o ano sendo o maior vendedor de discos com 400 mil cópias. Quebrei o recorde da festa do Peão de Barretos, que é a maior festa de peão das Américas. Desde 1998 que não tinha tanta gente lá em um dia. No dia do meu show foram 220 mil pessoas, 15 milhões de pessoas assistiram ao meu show esse ano. Foram 250 shows, em 26 estados do país... Então acho que é normal a galera falar que sou viado, né? (risos).”